Terça-feira, 20 de Dezembro de 2005

Havia uma senhora que me Chamava Márcio - Usava bigode

Uma senhora, por sinal irmã da minha avó e que até morava no campo, vinha à vila nos mercados e nas feiras altura em que se decidia a fazer o bigode com uma gilete sorrateiramente furtada ao meu avô, que já havia falecido há pelo menos 20 anos! A lâmina da gilete ainda não estava totalmente enferrujada o que mostra a qualidade do material...
Detestava as épocas festivas em que me tinha que encontrar com essa senhora em casa da minha avó, o seu bigode parecia um campo de arame farpado, campo esse que se esfregava na minha cara, tornando aqueles breves segundos de cortesia por parte da senhora num verdadeiro suplicio para mim!
A Ti Mari José nunca chegou a decorar o meu nome, chamou-me sempre Márcio, insistentemente. Mesmo que lhe relembrasse que o meu nome era Eduardo, ela desculpava-se dizendo, ai esta minha cabeça...MÀRCIO!!!!!
Chamava-me Márcio e Usava Bigode, a Ti Mari José!
publicado por vics às 15:55
link do post | comentar | favorito
|

.a Irmandade

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.buços recentes

. II Jantar do Bigode!

. A Irmandade

. Irmandade do Pincel atrib...

. Ovação ao "Pica-vrilhas"

. No Café da Vila..... muit...

. O Negócio dos buços

. Prémio PICA-VRILHAS

. Prémio REVELAÇÃO

. Prémio PROMESSA ADIADA

. Prémio MUITA PARRA E POUC...

.arquivos

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

.Buços Visitantes

blogs SAPO

.subscrever feeds